Follow by Email

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Pulando para uma compreensão intuitiva

 Quando você pula para uma compreensão intuitiva, e não racional, quando você vê aquela calma, aí você é invadido pela felicidade. Esta felicidade calma é o Samadhi. E você gostaria de ficar com aquilo e não perder mais, mas você perde com grande facilidade, na primeira cogitação você perde. Mas se você continua praticando, treinando, você retorna para isso, cada vez com mais facilidade, até o momento que você aprende como entrar em Samadhi ficando quieto e concentrado e não se desviando, e aí o Kenshô pode começar a surgir com facilidade.
E logo a seguir, o passo seguinte, o kenshô surge só ouvindo o pássaro cantar, andando na rua, fazendo qualquer coisa. Quanto mais você volta a esse estado de kenshô, mais ele se estabelece e fortalece.
Satori é a capacidade de retornar ao kenshô por simples volição, por querer voltar ali. E aí você volta, ele começa a ser muito acessível a você. O seu mundo. E o outro mundo então começa a parecer cada vez mais o mundo da ilusão, o mundo falso, ilusório, o mundo da poeira, do redemoinho, etc... mas o verdadeiro mundo é o puro céu azul, e você lhe tem acesso, enxerga a todo instante. (continua)