Follow by Email

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Raspar a Cabeça



Quando um Monge raspa a cabeça, há um significado: você se torna mais feio, torna-se estranho e chama a atenção das pessoas, mas isso faz de você um Monge e só pode sentir como é isso aquele que o faz e repete esse ato, muitas vezes, de forma que você está sempre raspando os fios da ignorância. Tem uma oração para quando raspamos a cabeça, como tem uma oração para cada ato, e ela diz que os fios da ignorância estão sempre brotando, as paixões, suas tolices, tudo está sempre querendo surgir, e, ao raspar, você não se conforma com o que tenta surgir de dentro de você, você raspa porque não permite que essa ignorância surja.

[Trecho de palestra proferida por Monge Genshô Sensei]

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Imitando Buda



É porque temos esse corpo que nos é possível imitar Buda. Buda também tinha um corpo humano e também sofreu angústias e teve desejo de entender o sentido de sua existência. Porque ele não conseguia uma solução, ele abandonou tudo, raspou sua cabeça e foi para a floresta viver como os ascetas e procurar um Mestre. Buda treinou com dois Mestres yoguis, Brahmaputra e Alara Kalama, cada um deles o levou para o caminho da meditação. No fim, ambos pediram a Buda que fosse o seu sucessor, mas Buda ainda não estava satisfeito com as respostas que havia encontrado, então tratou de sentar-se sozinho.

Depois de ter aprendido tanto e ter estado sentado sozinho tanto tempo, Buda atingiu o despertar. O que ele fez é exatamente o que nós tentamos fazer com nosso corpo, nós imitamos Buda. Essa imitação tem grande poder, nós sabemos que não somos Buda, mas nos sentamos como ele e ao estarmos sentados como ele e nos esforçarmos como ele, nós reproduzimos o que Buda fez e, sem perceber, nós nos tornamos como ele. A imagem é: se você imita um ladrão e rouba algo, você se torna um ladrão. Não adianta dizer “eu só estava brincando ou fingindo”, não importa a finalidade que te motivou a roubar, você é um ladrão. Por isso aquele que imita e faz da mesma forma que Buda se torna Buda. Quanto mais nós imitarmos as atitudes de um Buda, mais nos tornamos Budas. 

[Trecho de palestra proferida por Monge Genshô Sensei]


sexta-feira, 25 de maio de 2018

Mudança



Pergunta: O senhor se referiu à capacidade plástica do cérebro. Como é isso?

Monge Genshô: Ele é plástico no sentido de que você pode mudar a maneira como você reage, até as suas inclinações e isso é o sentido da prática espiritual, você vem aqui e se senta com o propósito de mudar a maneira como você enxerga o mundo. Se isso mudar, você muda suas atitudes e sua maneira de agir, você muda seu carma. O zazen é um método de treinamento espiritual para alterar o carma.