Follow by Email

terça-feira, 13 de maio de 2008

O rosto de uma bodisatva

Quando morrer você não gostaria de ter construído um rosto e uma expressão assim? Nosso rosto na velhice é esculpido por nossas emoções, é produto de nosso carma, olhar para esta foto toca profundamente aqueles que sabem ver. (Rev. Genshô)




Uma das grandes heroínas polonesas da Segunda Guerra Mundial, Irena Sendler, que salvou a 2.500 crianças judias do gueto de Varsóvia, morreu nesta segunda-feira (12) aos 98 anos.


Segundo a filha dela, Janina Zgrzembska, Irena havia sido internada desde o mês passado em um hospital de Varsóvia por conta de uma pneumonia.

Assistente social, Irena Sendler trabalhou antes da guerra com famílias judias pobres de Varsóvia.

A partir do outono de 1940, passou a correr riscos ao fornecer alimentos, roupas e medicamentos aos moradores do gueto instalado pelos nazistas.

No fim do verão de 1942, Irena Sendler se uniu ao movimento de resistência Zegota, (Conselho de Ajuda aos Judeus).

A polonesa conseguiu retirar de maneira clandestina milhares de crianças do gueto e as alojava entre famílias católicas e conventos.

As crianças eram escondidos em maletas e retiradas por bombeiros ou em caminhões de lixo. Em alguns casos chegavam a ser escondidas dentro dos abrigos de pessoas que tinham autorização para entrar no gueto.
Fonte: G1