Follow by Email

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

A SUFICIÊNCIA DOS PRECEITOS

Se trata de um redondo equívoco que deixemos de realizar aquilo que deveríamos, só porque existe uma doutrina no Buddhismo que nos diz para abandonarmos, e renunciarmos ao mundo. Alguns se auto-declaram praticantes Zen, e com isto encontram um pretexto para se comportarem desleixadamente, trombeteando contudo aos quatro ventos:''Renunciamos ao nosso corpo para o Buddhismo''. E ficam por aí, para cima e para baixo, andando molhados debaixo da chuva, explicando que isto se deve ao fato que estão acima de sentimentos mundanos. Tal comportamento é de uma idiotice completa, tanto nas ações quanto na mentalidade, mas leigos apressadamente julgam este tipo de praticantes maravilhosos, crendo suas ações provarem estar eles livres de sentimentos mundanos, como uma mostra de autenticidade, enquanto que friamente desprezam aqueles que observam os preceitos de Buddha, e ainda em suas ações estejam de acordo com as regras de Buddha, sem egoísmo em suas práticas. Crêem que estes últimos estão procurando status e ganho mundano. Mas eles mesmos estão identificados com o Buddhismo e possuem virtudes em seus corpos e mentes.
[16](extraido de"Shobogenzo Zuimonki"de Eihei Dogen Zenji)

copiado da postagem de Yokô no site www.chalegre.com.br/zendo