Follow by Email

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Steve Jobs e o Zen budismo



Steve Jobs disse: “Há uma frase no budismo, mente de principiante. É maravilhoso ter uma mente de principiante”.

Jobs chegou a cogitar, no início da Apple,(1975), tornar-se um monge zen budista viajando ao Japão, temia que a empresa se tornasse gigantesca e o engolisse, foi desencorajado por um dos discípulos de Shunryu Suzuki, Kobin Chino, que vivia em um pequeno templo zen em Los Altos, que divertido lhe disse que "tudo era a mesma coisa" que ele descobriria que comandar negócios é o mesmo que sentar em um templo. Conta-se que seu livro predileto é "Mente Zen Mente de principiante" um conjunto de palestras deste introdutor do zen no ocidente.