Follow by Email

sábado, 24 de janeiro de 2009

Entrar em um mosteiro zen


P: Como se entra em um mosteiro zen? A organização provê o sustento? O monge recebe algum estipêndio? Como se aprende o Dharma? Que facilidades terei se quiser isso?

R: Quanto a aprender o Dharma vou contar a antiga tradição para ser admitido em um mosteiro zen no Japão, nada tem a ver com dinheiro mas muito quanto as questões, constrangimento, facilidade etc..que são preconizadas pelos novos praticantes:

O postulante deveria ficar três dias sem comer em frente ao portão do mosteiro, sem se afastar, urinando por ali mesmo. Após estes três dias, sem que ninguém lhe perguntasse nada, o porteiro o interroga, pergunta o que quer, o postulante diz que deseja ser monge, o porteiro diz que o mosteiro é muito ruim para uma pessoa como ele, fina assim, que vá a um lugar melhor. Se o postulante insiste é então levado a uma sala, chamada Tangaryô, que nada tem exceto lugar para meditar e uma porta aberta que dá para a rua, o porteiro lhe leva uma tigela de arroz com um picles e água. Durante sete dias ninguém fala com ele, o postulante deve ficar meditando sentado em frente a parede todo o tempo, caminhando em meditação em volta da sala para relaxar as pernas. Se após este tempo, não tiver saído pela porta, pode entrar no mosteiro, durante um ano será subordinado de todos os veteranos, sem nunca protestar.
(O sistema da sala Tangaryô é usado até hoje nos mosteiros zen do ocidente)