Follow by Email

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Na minha opinião...


R: Este é um ponto básico, a existência de pontos de vista, de opiniões, eles enfatizam quanto estamos apegados a nossos egos, é por esta razão que no Zen coreano se fala em aprender a " não saber" , a não ter pontos de vista. Aí esta a brasa ardendo.

P: Penso que tenho coisas a ensinar...

R: Se você assim sente ..., mas esteja atento ao fato de não dever cultivar o espírito de "tenho algo a ensinar a estes que não sabem o que já sei", se este pensamento brotar na mente, tentar dar um exemplo será negativo para seu próprio caminho.

P: E a vida eterna?

R: A vida eterna de que se fala nada tem a ver com tempo. Linearidade do tempo, sucessão de eventos, vida como nascer e morrer, papéis a desempenhar aqui, ambições de realizar, são coisas sem sentido. Quando o mestre fala em vida eterna se refere ao conceito de simultaneidade no qual tempo não existe. É disto que se trata quando se fala de "vida eterna".

P: No meu treinamento...

R: É importante não pensarmos que nosso treinamento nos distingue em algo, não há real diferença entre os seres, apenas aquelas em que acreditarmos, quanto mais crermos que nosso estudo nos levou a algum lugar mais distantes estaremos da natureza original, o problema é sempre esta distinção, a crença em separação ou em chegar a algo superior.