Follow by Email

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Entrevista: A Importância do Zazen na Mudança do Mundo


2) Alguém que não pratica o Zen poderia perguntar sobre a ênfase que é dada ao Zazen: como assim você senta diante de uma parede e os méritos disso é para todos os seres? Não deveríamos aproveitar melhor o tempo ajudando os que mais precisam do que estar simplesmente sentados?

Na verdade as sociedades são construídas por homens, e, ao levá-los a se libertar das visões errôneas, uma sociedade diferente é construída, não importa o sistema, mesmo que profundamente idealista na teoria. Se deixado nas mãos de homens egoístas e corruptos, ela será fonte de sofrimento e roubo da maioria em benefício dos que detiverem o poder. Não há tempo mais bem aproveitado do que o que leva os homens a despertar de suas ilusões egoicas, de apego a si mesmos. 
Vale lembrar também que quando os homens realizam obras aparentemente benéficas, mas concentrados em obter louros para si mesmos, aplausos e fama, longe estão do caminho budista. A pergunta sobre “simplesmente sentados” é equivalente a perguntar se devemos estudar ou não, se não deveríamos estar agindo em vez de nos instruindo. Quando os homens sentam em zazen, estão estudando a si mesmos; se estudarem a si mesmos, esquecerão de si mesmos; se esquecerem de si mesmos, todas as coisas testemunharão seu despertar.

[Entrevista concedida à Revista Bodisatva, nº 30, por Genshô Sensei]