Follow by Email

terça-feira, 8 de maio de 2007

Quem somos nós?

Mas quem somos nós? Estamos pensando isso, esse fenômeno do nosso cérebro funcionando, essa ilusão em que fechamos os olhos, dormimos e vem outra ilusão, quem somos nós realmente, além desse sonho momentâneo?

Esta não é uma resposta para ser dada com uma solução de fé. No Zen o monge não vem aqui e diz: é assim, acreditem. Não, tentem e descubram, através da meditação, quem são realmente, porque posso dizer algumas coisas a respeito, mas não posso dar respostas para ninguém, todo mundo tem que ver com os seus próprios olhos.

Quando a gente consegue responder a pergunta “quem é você?” para um mestre, de forma satisfatória, é uma libertação deste papel que estamos representando, é uma solução, é uma realização espiritual libertadora e é isso que a iluminação é – libertação dessa condição de nascimento e morte.