Follow by Email

terça-feira, 22 de maio de 2007

Tudo passa

Tudo Passa...

Eronides Chalegre

Tudo na vida se esvai
Devagar tudo sai do pensamento
Tudo n'alma se desvanece
No consolo final do esquecimento

O noivo esquece a noiva num momento
A esposa o amado esposo que estremece
A mãe o filho ao fogo lento
Em breve esquece

Tudo passa na vida, tudo finda
A dor maior, a ilusão mais linda
Os enganos vis, os ideais

E há quem ame, demais sofrendo
Sinto aos poucos ir me esquecendo
Espero em breve não lembrar-me mais...

( A autora escreveu isto quando jovem, hoje tem 95 anos e sofre de Alzheimer, a doença que apaga o cérebro e as memórias.)