Follow by Email

domingo, 29 de março de 2009

Leigos e monges podem se iluminar igualmente?


Vimalakirti

Há um sutra, em que Buda aparece perguntando a um professor leigo, como é que faz para ter alunos tão bons do Dharma, o leigo dá uma explicação a Buda sobre sua conduta de professor e Buda o elogia perante todos. No zen está bem estabelecido que, os leigos e os monges, podem igualmente se iluminar, os monges tem certamente facilidades provindas de um modo de vida dedicado somente a atividades espirituais mas é só isso, e na verdade é fácil ser um monge ruim. No templo Busshinji, em SP, o monge responsável informa: - "Para ser recebido aqui, como monge ou monja, você tem que se apresentar como tal, cabeça raspada e vestido com seu Kesa (manto)" Ou seja, atitude interna e externa.

Um sutra mais moderno, o sutra de Vimalakirti, se dedica a provar a superioridade de um leigo sobre os discípulos de Buda:

Vimalakirti era um famoso e rico comerciante discípulo de Buda. Ninguém podia vence-lo em debate. Os discípulos de Buda o encontraram quando iam para o mosteiro e perguntaram a ele, que vinha de visitar Buda: - Onde vais Vimalakirti? Vimalakirti respondeu: - Vou para o mosteiro. – Para o mosteiro? Mas a direção que você vai é a da cidade! E Vimalakirti calmamente: - Sim. Lá onde eu trabalho é que estão as pessoas que sofrem, precisam de ajuda, empregos e ensinamentos, lá precisam de mim. Lá é meu mosteiro.