Follow by Email

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Choro porque quero - a liberdade


P: Durante o filme todos acabaram sendo tomados pela emoção. E por que isso se ali só existiam luzes coloridas projetadas em uma tela branca? O filme pode ser decomposto em quadros, que podem ser decomposto em conjuntos de luzes dando a sensação da imagem...
A "dinâmica" linear da projeção engancha nossa mente e somos conduzidos para dentro do filme, ao ponto em que brotam sensações, percepções, energias, sentimentos, etc. Ou seja, acreditamos no sonho.


R: Sim, e se não soubermos nos deixar levar então não podemos apreciar os filmes e nem a vida, portanto a habilidade de entrar e sair da ilusão é que é a liberdade. Como disse um mestre quando um discípulo lhe perguntava porque chorava ao receber uma notícia triste: - Eu choro porque eu quero.