Follow by Email

quarta-feira, 8 de julho de 2015

O ESFORÇO CORRETO



Meu primeiro professor, Igarashi Roshi - naquela época Tokuda Sensei, dizia uma frase muito interessante: “com esforço não se consegue nada, mas sem esforço, aí sim é que a gente não vai a lugar nenhum”. Então, se você sentar se esforçando, se você se esforçar tentando conseguir alguma coisa com a sua mente ali no zazen, tudo o que eu vou ver vai ser aquela tortura, aquela cabeça que balança, aquela necessidade angustiosa de trocar e posição frequentemente, porque tem uma agitação dentro da cabeça que passa para o corpo. Eu penso: será que o kyosaku vai ajudar? Não, talvez só momentaneamente. E como eu sou preguiçoso, acabo ficando sentado.

Então, se você se esforçar, não vai conseguir nada. Se você sentar denodadamente à procura da iluminação: “eu vou despertar, eu vou me iluminar”, você não vai se iluminar, porque você tem uma grande ambição.

Agora, se você não fizer esforço nenhum e fizer uma prática quando anda, quando olha para as árvores, quando vai até a lagoa, quando come, quando faz sesshin, quando vai à Sangha e senta, se você não fizer esforço diariamente quando lava a louça, sentir a água nas mãos, prestar atenção e ficar ali naquele momento, se você não fizer esse esforço, também não vai a lugar nenhum. Então, a frase é muito certa: “com esforço não se consegue nada, mas sem esforço, aí mesmo é que a gente não vai a lugar nenhum”.