Follow by Email

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

OBSERVANDO PENSAMENTOS E AÇÕES



Aluno – Se pensarmos corretamente, sentirmos e agirmos corretamente, aí então estaremos no caminho de Buda?

Monge Genshô – O mais difícil é ser senhor do seu  pensar. Acontece uma coisa errada e você tem que observar o pensamento que surge, o sentimento que surge, e examinar esse pensamento e sentimento. O praticante budista tem que examinar o seu sentimento. “Ah, está surgindo a raiva agora”. “Ah, eu me senti assim, é orgulho”. “Ah, eu senti isso agora, está nascendo, estou perdendo a paciência agora”. Você observa os seus impulsos surgindo e você os examina, presta atenção neles. Se você prestar bastante atenção, com o tempo você consegue pegá-los antes que eles se manifestem. Quando ele pensa em surgir, você o pega.

Tem uma palavra em japonês pra isso: nen. Então nós podemos pensar em português assim: nen apareceu mas eu já o estou pegando. Vem aquele impulso que não se formou como pensamento ainda, mas eu o vejo, e  não deixo que ele tome conta de mim. Se você praticar  assim, esse treinamento da mente vai fazer com que você seja senhor de sua mente. Se você for senhor de sua mente, os sentimentos não são mais seus donos. Você não é mais como uma folha levada pelos ventos das paixões.

Tem um voto do Bodhisattva que diz: “Delusões são inexauríveis, eu faço voto de extingui-las todas”. Outra maneira é dizer: “ As paixões são inexauríveis, eu não consigo extingui-las, mas eu faço votos de extingui-las todas”. Todas essas coisas que me arrastam sem que eu queira, eu faço voto de extingui-las, para ser senhor de minha mente.