Follow by Email

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Atravessando a Ponte


Quando você entra em Sojiji Soin, é colocado numa sala e vem um superior responsável por te guiar durante os primeiros dias. Esse superior abre sua mala e separa os itens que você precisa e os que você não precisa. Aliança, passaporte, documentos, dinheiro, tudo isso vai para um envelope que você só recebe na hora de sair. Depois de tirar tudo isso de você, o superior aponta para uma ponte vermelha e fala “se você passar por aquela ponte,  não pode mais voltar por ela enquanto não receber permissão”. 
Depois você é levado para uma sala com porta sem ferrolho,  você poderia abri-la, passar pela ponte e sair normalmente. Nessa sala não há ninguém, nada para ler, nenhum instrumento musical, não há televisão, ninguém com quem falar, nada, somente um zafu para você se sentar, é uma solitária. Então o superior te diz que você tem que esperar lá até ser admitido no mosteiro. E você espera. O superior traz chá e refeição. Enquanto isso você apenas espera. 
Fiquei cinco dias esperando. Você senta no zafu e quando cansar de sentar, anda. Quando cansar de andar senta. Dorme lá, come lá, tem um banheiro disponível e se quiser desistir, a porta e a ponte estão lá. Normalmente se fica de cinco a sete dias nessa sala.