Follow by Email

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Compreensão espiritual

Pergunta: Uma vez que se ouve a música se ouve sempre? E uma vez que se supera uma ilusão ainda há outras ilusões para serem superadas?
Monge Genshô: Há muitos degraus de compreensão, mas depois que você ouve a música, aquela música você não esquece mais. Vamos dizer que você ouviu uma melodia simples, mas ainda é incapaz de ouvir uma música mais complexa. Eu me lembro que quando eu era jovem e tocava violino, um dia eu comprei o concerto em maior de Beethoven para violino e orquestra. Botei no disco, a música tocou e eu não entendi. Me pareceu só que eram muitos sons, muitas notas, mas eu não compreendi. É a mesma música que eu ouço hoje, começa com percussão e é um concerto fabuloso. Hoje eu ouço e penso: “como é que eu não consegui ouvir naquela época?”, mas é assim mesmo. Só que depois que você ouve mesmo, de verdade, sempre escutará. É como mostrar um desenho em duas dimensões para um índio que jamais viu isso. Ele olha e só vê riscos, não vê o desenho, depois de algum tempo é que consegue traduzir para três dimensões essas duas dimensões. Funciona assim para muitas coisas que fazemos hoje ainda e é a mesma coisa que acontece com a compreensão espiritual. A compreensão espiritual precisa acontecer em saltos, se ela não ocorreu, ela é incompreensível, é cega e é intraduzível, você não consegue explicar. (Continua)