Follow by Email

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Qual a visão do budismo sobre os negócios?



Pergunta: Qual a visão do budismo sobre os negócios?
Monge Genshô: A palavra “negócio” vem de negar o ócio. Se você opta por uma sociedade sem dinheiro, por exemplo, isso na realidade é ignorância. O dinheiro foi criado para facilitar tudo, antigamente fazia-se escambo, que era a troca, mas muitas vezes você não queria trocar o que você tinha pelo que tinham para te oferecer, então precisava de uma moeda que facilitasse esse processo e ela já foi diversas coisas, inclusive sal. Os soldados romanos eram pagos com sal, por isso havia uma estrada saindo de Roma chamada Via Salária e também por isso usamos a palavra “salário”. Sal era dinheiro e se podia trocar por qualquer coisa. Como nos presídios hoje se troca cigarros. Então quando foi inventada a moeda como objeto de troca isso facilitou imensamente os negócios, que também facilitaram a vida de todos. Se você é médica e tem a habilidade de curar, isso não matará a sua fome, somente quando alguém te dá dinheiro para que você o cure é que você terá como comer. Outro efeito da existência do dinheiro foi a possibilidade de haver crédito o que impulsionou imensamente as transações, associações, sociedades, pois havia como financiar baseado nas expectativas. Isso são os negócios, na base. O problema é que tudo se distorce, colocando as coisas em níveis inacreditavelmente complicados, como aconteceu na bolha dos derivativos imobiliários, vendendo hipotecas que na realidade não tinham valor, misturando boas dívidas com más dívidas. Quando a bolha se dissolveu e mostrou sua falsidade, desabou-se todo o edifício econômico, porque tornou-se algo tão complexo e tão difícil de entender que a população não consegue acompanhar o que está acontecendo. Quantas pessoas entendem, por exemplo, o fato de um desequilíbrio fiscal no Brasil causar o desemprego? É difícil de entender. O desequilíbrio fiscal poderia ser resolvido, por exemplo, com a impressão de dinheiro na casa da moeda e isso era feito nas décadas de 70 e 80, mas já descobrimos que causa outros graves problemas financeiros, demoramos muito pois a teoria das causas inflacionárias já estava estabelecida há muito tempo. (A pergunta é o que o budismo tem a dizer sobre os assuntos técnicos, diremos no próximo post.) (Continua)