Follow by Email

domingo, 15 de abril de 2007

A doença na casa de saúde

Lembro da frase, "as pessoas vem aos templos budistas esperando encontrar iluminados, e encontram gente como elas mesmas". Ouço a história de uma agressão a um praticante, por outro, em um templo budista. Um repreendeu outro por ser agressivo e recebeu um pontapé e uma martelada. Só posso admirar os que trabalham tentando ajudar os outros, e lamentar a doença da raiva e da vaidade que embaraça a vida do agressor.
Já vi monges também ficarem muito aborrecidos por serem admoestados, são seres humanos também, e sofrem de vaidade. Todo o sentido do treinamento é superar estas dificuldades, e para isso trabalham os mestres.
Tudo isto não desmerece os templos nem o budismo. Mostra somente que a doença procura um lugar para curar-se. Seria igualmente absurdo que alguém entrasse em um hospital e reclamasse: "Mas aqui não é uma casa de saúde? Como encontro tantos doentes?"