Follow by Email

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Monges agredidos e presos por soldados

Monges agredidos e presos por soldados
27 de Setembro de 2007 | 08:38

As forças de segurança de Mianmar voltaram a atacar os monges budistas nesta quinta-feira. Os monges, que há dez dias protestam nas ruas pela queda da junta militar que governa o país, foram espancados por policiais e soldados. Testemunhas dizem que pelo menos uma pessoa morreu durante a repressão aos protestos na cidade de Rangoon, a principal área urbana da antiga Birmânia.

Há relatos de que os soldados quebraram janelas e portas, invadiram dormitórios e agrediram os monges enquanto eles dormiam. Alguns poucos fugiram, e centenas deles foram presos -- testemunhas viram caminhões militares levando os religiosos embora. Apesar dos ataques aos monastérios, os civis do país continuaram com os protestos -- o governo, enquanto isso, ameaçava abertamente a população.

A junta militar transmitiu avisos pelo rádio e pela TV, dizendo que os manifestantes devem ir para casa ou enfrentar "sérias ações". A advertência foi ignorada e milhares de pessoas se reuniram ao centro de Rangoon para desafiar o regime ditatorial. Os manifestantes xingavam os soldados e cantavam canções nacionalistas. A tropa reagiu ao protesto com tiros para o alto e com gás lacrimogêneo.

Fonte: Veja on-line