Follow by Email

quinta-feira, 15 de março de 2012

Metas


P. É tão importante aqui, agora, eu relacionar o passado que passou e o futuro que é incerto então eu determinar metas, por exemplo, minha vida não vai ser pensar no futuro ou ficar com a cabeça em algo que não aconteceu?

Monge Genshô: Nós temos que saber o que é operar no mundo, o que é identidade e coisas assim. A gente ensina que a nossa identidade é ilusória, mas você não vai operar no mundo sem identidade então você tem que vestir sua identidade, só tem que saber que é ilusão, não pode dar muito valor para ela, outra coisa, metas são ferramentas e você não vai ter uma empresa funcionando ou seu trabalho se não tiver uma meta, mesmo um monge se vai fazer uma escultura de Buddha ele tem que ter a meta de terminar a escultura e tem que ter disciplina de fazer aquilo de uma determinada forma, isto são operações no mundo e tem visão de futuro? Sim, tem visão, você tem que operar com dinheiro? Tem, ou uma Sangha vai viver sem dinheiro? Não. Vai ter comida no sesshin sem contribuição? Não vai ter. Natural, então você tem que saber operar no mundo, mas sabendo que é um jogo, que é um jogo quando não der certo não deu, como disse um mestre quando queimou um templo, telefonaram para ele e disseram: mestre o templo pegou fogo, incendiou e pegou fogo na biblioteca e ele respondeu as coisas são assim, as coisas queimam.


P. Agora no dia a dia, na questão de um planejamento, e eu estou aqui agora e agora vou me planejar para fazer tal coisa e decidir aquilo...

R. Aqui no sesshin não, mas na vida sim, nós tínhamos um problema na nossa casa, a minha esposa costumava todos os dias deitar e dizer amanhã a gente tem que fazer isto, tem que fazer aquilo, assim não dá. Levanta agora, pega a caneta e escreve o que nós vamos fazer amanhã porque agora vamos dormir, amanhã é amanhã eu não sei se vou morrer hoje de noite dormindo, o que adianta ? Vá agora e está resolvido o problema de amanhã. Agora, isto são hábitos, são hábitos que a gente tem que criar para conseguir ser mais livre de mente. Não é que não seja necessário ter a agenda de amanhã. Imaginem, eu sou consultor, tenho empresa de consultoria, tenho consultores trabalhando, tem agenda de viagem de um e de outro, tem que agendar e cumprir as agendas, não deu certo, não deu, deu certo deu, que bom, então no fundo você faz as mesmas coisas, mas com muito menos ansiedade, é só uma questão de como você olha, como você olha os acontecimentos e os hábitos que você faz...