Follow by Email

segunda-feira, 19 de março de 2012

Planejar


P. Seria a atenção plena? Por exemplo, se eu vou trabalhar apenas sento e trabalho junto com as metas estipuladas, isto vai estar incluso...

Monge Genshô: Quando a gente consegue isto é maravilhoso, porque você diz agora eu vou ler o livro, então leia o livro. Quinze anos atrás quando eu comecei a trabalhar com consultoria eu tinha um mau hábito, entrava num avião para visitar um cliente e pensava: vou chegar lá este cliente vai ter este problema, fulano de tal quer assim e ficava pensando, e quando eu chegava não era bem assim, tinham surgido novos problemas, diferentes e alguns que eu tinha imaginado nem existiam, isto era uma grande bobagem que eu estava fazendo, então comecei a ensinar os meus consultores para fazer assim, eles sentam comigo no avião e perguntam:...nós vamos para tal lugar e como é que vai ser, digo: isto nós vamos ver quando a gente chegar lá, agora, nós estamos viajando, vamos conversar sobre coisas boas, sobre a vida, sobre literatura, o problema do trabalho quando a gente botar o pé lá dentro alguém vai nos dizer, aí sim, coloque o papel em cima da mesa e comece a anotar o problema até que ele apareça e às vezes a gente olha e não entende o problema, é muito complexo, tanto que a empresa não está conseguindo resolver e chama um consultor. Qual é a solução disto? Não sei, por enquanto nós estamos recebendo informações então vamos receber mais, mais informações, é como um mosaico numa parede você vai colocando peças, não estou enxergando nada, não tem problema, vamos colocando mais peças, mais informações, daqui a pouco começa a gente a desconfiar o que está atrás daquele mosaico, é preciso peças suficientes para resolver um problema, então não adianta se preocupar, ficar ansioso com o fato, é como as palestras, não tem que pensar nas palestras, a gente senta e diz: tem um tema para palestra aí começa, naturalmente você está impregnado do Dharma a palestra sai naturalmente, agora se você planejar e escrever aí a palestra é chata, mas se houver interação com as pessoas vão surgir as perguntas, depende do que surge e naturalmente vai sair bem, então a regra para palestra do Dharma é não prepare, se você preparar então você não está preparado.


P. Mas não tem que ter pelo menos um roteiro?

MG: Na realidade tem um texto a ser comentado como hoje, mas não é preciso isto também. Estou falando de palestras do Dharma, se eu vou fazer uma palestra como consultor aí tem que ter power point (risos) aí é diferente...