Follow by Email

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

A Visão Limitada



Tenho uma capacidade de perceber esse mundo, nesse nível de frequências onde nós estamos, que alias é bem estreito. As frequências visíveis da luz no espectro eletromagnético são bem estreitas. Aquilo que nós percebemos é muito estreito em relação ao universo que está aqui em volta. Todo mundo está vendo a luz dessa lâmpada, certo? Mas alguém está vendo todos os sinais de celular que estão passando por nós nesse instante? Tanto eles existem que você pode ligar o celular e “oh”, acessa! Todas as ondas de rádio que estão passando por nós nesse instante, as ondas de televisão com suas imagens, que estão passando por nós nesse instante, vocês estão vendo? Ninguém está vendo, porque nós vemos uma parcela muito pequena do universo. Ainda bem, porque se percebêssemos todas as ondas de rádio, celular, televisão que estão passando simultaneamente por nós agora, nós enlouqueceríamos. Não conseguiríamos fazer mais nada, pois estaríamos soterrados numa quantidade praticamente infinita de informação. 
Hoje nós entendemos muito mais sobre o que está acontecendo, porque a ciência nos abriu as portas para esse tipo de compreensão que eu estou explicando aqui agora. No tempo de Buda não tinha isso, não tinha esses exemplos para dar. Ele só podia dizer que a manifestação era limitada, que era muito pequena, em relação a tudo que já tinha sido vivido, tudo que estava disponível.