Follow by Email

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Níveis de Despertar




Pergunta: Quando Saikawa Roshi falou em um dos textos, que havia pescado uma baleia.

Monge Genshô: Foi uma carta que ele escreveu e eu comentei. Significa ter encontrado uma pessoa com um grau de iluminação.

Pergunta: Isso, mas neste caso ele está se referindo a um bodhisattva?

Monge Genshô: Ele está se referindo a uma pessoa que compreendeu, pode ser o primeiro nível de um despertar. Porque o despertar, a iluminação, tem muitos níveis. O primeiro nível é só “entender” emocionalmente. Mas você continua a ser uma pessoa com todos os problemas comuns, se incomodando, perdendo a paciência, tendo raiva. Pode-se dizer que ele teve uma experiência iluminada, do ponto de vista do mestre, já teve uma iluminação de primeiro nível. Quando você tem esta percepção, o mestre sempre diz: “ah, agora que começa o caminho”. Porque até agora não era nada. Você não passava de um tolo, batendo pelo mundo com a cabeça de um lado para o outro, perdido. Agora pelo menos você sabe claramente que era ilusão, mas você continua fazendo tudo errado. Este é o primeiro nível.

Por isso eu recomendo a vocês que leiam cuidadosamente o que eu escrevi num texto sobre isso, que está no blog: "Os 10 Passos do Boi". Descreve como é o primeiro passo, o segundo passo, terceiro passo e assim por diante. E se você chega ao quarto passo, já é iluminação. E se você pergunta “e daí?”. Você já teve uma experiência iluminada, você sabe, compreende, mas chega em casa... e mexeram nas coisas dele. “Quem mexeu nisso aqui?" - com raiva. Aí a família olha para ele e diz: “mas você não é budista?” (risos). Todo mundo ri porque já ouviu essa, “você não é budista?”. Uma vez uma pessoa me tirou da paciência… em família… e alguém disse: “você o tirou da paciência”, e ele disse assim “ah, tirei um monge da paciência!” (risos).

[Trecho de palestra proferida por Meihô Genshô Sensei]