Follow by Email

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Chávez apóia China na causa do Tibete

Chávez apóia China na causa do Tibete e dá suporte à Olimpíada


da Ansa

O governo da Venezuela emitiu nesta terça-feira um comunicado de apoio à China e aos Jogos Olímpicos de Pequim, diante daquilo que qualificou como uma "incessante e sistemática campanha de infâmias" promovidas pelos Estados Unidos em relação do conflito com o Tibete.

"A manipulação midiática ao redor das manifestações de grupos violentos na região autônoma do Tibete é um ingrediente da fórmula que os laboratórios de guerra psicológica norte-americanos aplicam permanentemente para desestabilizar os países que não se curvam facilmente às ordens do império", disse a chancelaria venezuelana em uma nota.

O governo do país acusa a comunidade internacional de aplicar essa campanha justamente quando "o povo e o governo da China se preparam para abrigar a Olimpíada melhor organizada da história moderna".

Segundo o comunicado, a situação ressalta a "mesquinhez com a qual setores da elite norte-americana se recusam a aceitar que países como a República Popular da China alcancem níveis admiráveis de desenvolvimento seguindo seus próprios modelos e sendo fiéis a suas particularidades culturais".

"Junto ao povo venezuelano, o governo bolivariano da Venezuela aguarda com impaciência a inauguração deste evento universal, em que prevalecerá, sem dúvida nenhuma, a amizade e a harmonia entre os povos", conclui a nota.

A delegação enviada pelo país sul-americano será a maior em toda a história de sua participação nos Jogos Olímpicos.