Follow by Email

terça-feira, 17 de março de 2015

Observações bem humoradas de filha de monge



( Pedi a minha filha que resolvesse para mim o problema de seguro de saúde em minha viagem para ficar internado no mosteiro de Sojiji Soin por 3 meses, abaixo uma correspondência sua para a agência de viagens, a melhor parte me pareceu sobre a repatriação funerária.)

Monge Genshô, meu pai , pediu que eu visse a opção mais barata possível. Vi que seria a Personal sem doença pré-existente (até pq ele não tem, lembre-se que é um monge budista vegetariano de nascença, ele é super-saudável). Ele precisa do seguro para cumprir com uma exigência burocrática.

Os seguintes itens, se possível, poderiam ser excluídos, visando reduzir esse custo total:

ASSISTÊNCIA MÉDICA POR ENFERMIDADE PREEXISTENTE (ele não tem doença preexistente)
US$ 2.500

ASSISTÊNCIA MÉDICA PARA PRÁTICA DE ESPORTES (ele não vai praticar esportes, vai meditar, atividade mais segura não há)
US$ 1.250

REPATRIAÇÃO SANITÁRIA (creio que se ele precisar de tratamento médico preferirá o Japão do que o Brasil)
US$ 40.000

REPATRIAÇÃO FUNERÁRIA (ele não pretende morrer e deixou claro que se isso ocorrer prefere ser cremado no Japão e ter suas cinzas depositadas aos pés do Monte Fuji; por outro lado, SE ele morrer, vou lá pessoalmente buscá-lo pelas orelhas)
sim

REMESSA DE VALOR P/ FIANÇA JUDICIAL P/ ACIDENTE DE TRÂNSITO (ele ficará 3 meses internado num mosteiro, não vai dirigir nem andar de carro)
US$ 10.000

(Os que quiserem ainda colaborar com as despesas vejam instruções aqui: http://www.opicodamontanha.blogspot.com.br/2015/02/para-os-que-usufruem-deste-blog.html    )