Follow by Email

quinta-feira, 18 de junho de 2009

A unificação de física e consciência


DIMENSÕES ESCONDIDAS
A unificação de física e consciência
B. Alan Wallace Ph.D.

Transpondo a lacuna entre o mundo da ciência e o reino espiritual, B. Alan Wallace Ph.D. introduz uma teoria natural da consciência humana com raizes na física contemporânea e no budismo. A “teoria especial da relatividade ontológica” sugere que os fenômenos mentais são condicionados pelo cérebro, mas não emergem dele. Em vez disso, todo o mundo de mente e matéria, sujeitos e objetos, surgem de uma dimensão unitária da realidade que é mais fundamental que essas dualidades, conforme proposto por Wolfgang Pauli e Carl Jung.

Para testar essas hipóteses, Wallace emprega a prática meditativa budista de samatha, que refina a atenção e a metacognição, para criar um tipo de telescópio para examinar o espaço da mente. Recorrendo ao trabalho do físico John Wheeler, ele propõe então uma teoria mais geral na qual a natureza participativa da realidade é visionada como um circuito auto-excitado. Ao comparar essas ideias com a teoria budista conhecida como filosofia do Caminho do Meio, Wallace explora aspectos adicionais de sua “teoria geral da relatividade ontológica”, que podem ser investigados por meio de meditação vipasyana, ou insight.

Wallace enfoca o tema da simetria em relação à cosmologia quântica e ao “problema do tempo congelado”, relacionando esses assuntos à teoria e às práticas da escola da Grande Perfeição do budismo tibetano. Conclui com uma discussão do tema geral da complementaridade no que se relaciona à ciência e religião.

As teorias da relatividade e da mecânica quântica foram grandes feitos das ciências da física, e a teoria da evolução teve impacto igualmente profundo nas ciências da vida. Contudo, ainda não existem métodos científicos rigorosos para se observar os fenômenos mentais, e o naturalismo tem limites para lançar luz sobre o funcionamento da mente.

Pioneiro na pesquisa moderna sobre a consciência, Wallace oferece um método prático e revolucionário para se explorar a mente, que combina os insights mais perspicazes de físicos e filósofos contemporâneos com as tradições meditativas do budismo consagradas tempo tempo.

Prof. B. Alan Wallace dispendeu quatorze anos como monge budista, ordenado por Sua Santidade o Dalai Lama, e então conquistou graduação em física e filosofia no Amherst College e doutorado em estudos religiosos na Stanford University. Traduziu numerosos textos de budismo tibetano e é autor de várias obras, incluindo Contemplative Science: where Buddhism and Neuroscience Converge, e editor de Buddhism Science. É fundador e presidente do Santa Barbara Institute for Consciousness Studies, dedicado à investigação científica, filosófica e contemplativa da natureza e potenciais da consciência.
O livro pode ser adquirido aqui