Follow by Email

quinta-feira, 3 de maio de 2012

O reino dos deuses


P. Como situar quando está num nível mais animal? O monge falou que há até uma certa inocência, a princípio dá para considerar que na maioria os seres vem de uma origem mais animalesca e o próprio karma é uma força que impulsiona todos estes seres no caminho até todos chegarem a uma evolução e a um processo de iluminação?
R. No sentido espiritual, tanto pode acontecer uma coisa assim como pode não acontecer e tanto você pode melhorar no seu caminho como você pode regredir, alguém tem um karma que se manifestou como ser humano, mas age terrivelmente e pode se manifestar no reino animal, se ele tem um karma assim é esta consequência, agora se ele pratica muito maravilhosamente mas não se ilumina e se manifesta num reino maravilhoso, não num mundo como o nosso, mas no reino dos deuses, grandes prazeres, sabedoria, sem maldade,  num lugar aonde ninguém ofende ninguém, onde todos ajudam os outros, onde todos servem os outros e agradecem quando são servidos, onde todos ficam juntos e se apóiam, onde é assim? Este é o reino dos deuses, qual é o perigo do reino dos deuses? É que se não houver sofrimento você fica lá até que o seu karma de deus se esgote e você caia para um lugar onde haja sofrimento e aí você possa procurar o Dharma, porque os Buddhas tem muita dificuldade para ensinar os deuses , os deuses não estão interessados, já está tudo muito bem, não há sofrimento. Trazendo esta imagem para o nosso mundo nós temos pessoas que vivem por mérito, tem vidas maravilhosas nasceram muito lindas e daí recebem muito dinheiro ou tem grandes talentos e daí conseguem ganhar facilmente bens materiais com grande abundância e aí vivem sem nenhuma dificuldade, tudo é fácil, basta estalar os dedos e pronto, tudo está resolvido, não tem dificuldade nenhuma. Este é o mundo dos deuses, para estas pessoas praticar espiritualmente é muito difícil, é preciso surgir um sofrimento para que este interesse surja,  com um mundo perfeito não surge à prática espiritual, não surge à necessidade de libertação porque parece que tudo está muito bom e a gente finge que não vai envelhecer, que não vai morrer, que esta vida não vai acabar, que isto tudo é permanente, alguns então metidos nesta loucura, mandam congelar os seus corpos para que um dia quem sabe a ciência descubra um jeito de fazê-lo ressuscitar e nascer perfeitos de novo.