Follow by Email

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Diálogo sobre Carma (Parte 01)



Pergunta: Eu tive muitas experiências com o zazen, mas acho que acreditar em novas manifestações cármicas é uma opção de fé, não? Porque o zazen não me leva a isso.

Monge Genshô: Nesse estágio. Toda ação gera consequência. Se o conjunto das tuas ações não gerasse consequências, então não poderia ser. Então o conjunto das suas ações gera consequências. A questão é que você está perguntando se essas consequências se manifestam univocamente em um novo ser, numa continuidade. Isso implicaria em algumas questões, por exemplo, que o conjunto cármico permanece coeso.

Pergunta: Não parece fazer muito sentido isso, é o que eu estou querendo dizer para o senhor.

Monge Genshô: Tem um bom argumento a esse respeito: olhe todas as pessoas aqui em volta. Todos são diferentes, não são? Se o conjunto dos efeitos cármicos causados pelas vidas das pessoas se misturasse numa sopa uniforme, o que aconteceria com todas as pessoas?

Pergunta: Ah, seria uniforme… Mas de certa forma, eu acho que elas ainda são um pouco uniformes, não são?

Monge Genshô: Não me parece…

Pergunta: São todos humanos…

Monge Genshô: Sim, nesse aspecto sim, mas eles não me parecem muito uniformes. Eles me parecem fundamentalmente diferentes em muitas características, impulsos pessoais, são diferentes de você. Você me parece bastante único. Talvez houvesse um Wiliam, irmão gêmeo idêntico teu, que partilhasse do mesmo carma, que fosse realmente muito semelhante. E não vejo o porquê disso não poder acontecer, o porquê de duas pessoas não poderem partilhar os mesmos efeitos cármicos, no caso de gêmeos idênticos, por exemplo. Porque quando você os separa, mesmo vivendo em países diferentes e criados por famílias diferentes, temos um estudo sobre isso, em 60 pares de gêmeos são impressionantemente semelhantes as vidas, as opções. O que aconteceu?

Pergunta: Mas teria que ser só gêmeos? Porque isso já, acho, fecharia com outro ponto que eu ia dizer. Que seria, por exemplo, o aumento da população humana, cada um tem um carma fechado...

Monge Genshô: Você está pensando que só os homens geram novo carma para novos homens?

(CONTINUA)