Follow by Email

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Carma e Futuro



Pergunta: Sobre a questão do carma. Durante nossa existência geramos diversos carmas. Essa nova manifestação vai receber carma de todo lado?

Monge Genshô: Se não houvesse uma coesão de uma onda cármica, não haveria individualidade. Portanto, existe sim uma coesão. Existe uma coesão sua, seu carma, se não fosse assim todas as pessoas seriam muito parecidas e não são.

Pergunta: Mas há outras possíveis contribuições de outras pessoas?

Monge Genshô: Você está todo tempo sendo modificado, influenciado por tudo. Essencialmente, você tem que se preocupar com a vida agora, o que você fez hoje, como enxergar o céu hoje, sentir o vento hoje, apreciar um pedaço de bolo hoje, você tem que apreciar a vida como ela é agora. Morrer, você vai morrer, isso é uma coisa que sabemos com certeza. Todos que estão aqui são mortais. Você vai terminar esse curso, vai receber informação e se diplomar em morte. Todo mundo vai se diplomar em morte, todo mundo vai saber bem direitinho como é que funciona. É inútil ficar pensando nisso agora.

Essa é uma preocupação que está ligada à continuidade do eu: todo mundo quer saber como vai ser depois, mas não se preocupa em viver o agora. É agora que você sofre, que é infeliz, que não consegue ver com clareza as coisas, que entra nos jogos, que se angustia por causa de um jogo, você fica aqui ou acolá. Será que eu preciso de emprego? Será que eu mudo de emprego? Será que serei médico ou empresário? O que será que eu serei? Caminhos são múltiplos, e a vida se mostra a cada passo. Você dá um passo, depois dá outro. Agora, se você ficar trocando de caminho, nunca vai a lugar nenhum. Isso é importante de perceber.