Follow by Email

domingo, 15 de abril de 2012

De uma mãe para o blog


Publicado em comentário à postagem "Interrupção da gravidez de anencéfalos":

Quando perdi um filho, escrevi:


Luz e Sombra


Tenho sombra

Em minh’alma

Faltou-me a luz

Que eu daria


Toda dor

É ausência

Faltou-me o filho

Que viria


Toda tristeza

Vem de dentro

Faltou-me o corpo

Que eu gerava


Em que vago, vão momento

Se perdeu?

Que cuidado lhe faltara?


É preciso piscar

Para enxergar

É preciso noite

Para haver dia

Chuva, para abrir o sol

Silêncio em meio à música

Atrito, para rugir a paz,

Solidão para vir o amor,

Dor, para a criação.


É preciso luz,

Para haver sombra,

Ventre, para a gestação.