Follow by Email

segunda-feira, 13 de abril de 2015

A ILUMINAÇÃO ESTÁ DISPONÍVEL


Pergunta: Tudo isso me fez recordar do Roshi comentando de uma pessoa que teve uma realização na Espanha e não é Monja, não é nada, é uma praticante leiga, e que ele conseguiu reconhecer nela a experiência que ela teve. Então, essa experiência é realmente qualquer leigo pode ter, não é? Depende da sua prática?

Monge Genshô: É, não necessariamente precisa ser nem budista. Eventualmente você vai encontrar uma pessoa que não é budista e de repente você verá nela uma grande realização espiritual. E isso é maravilhoso, porque o budismo é um método, não é um “proprietário da verdade”. Nós temos um método, eu estou explicando um método que é efetivo, elaborado durante milênios, com enorme quantidade de sabedoria acumulada por centenas de Mestres maravilhosos. É isso que aconteceu, é isso que o Budismo é.

Agora, o Budismo não é - o Budismo em letras maiúsculas -, a Verdade, a única Verdade que exclui todas as outras. Isto é uma imagem errônea também. É uma imagem que existe até entre budistas fundamentalistas. Como eu disse, existem budistas fundamentalistas que acham que se não seguir as regras do Vinaya então não é Monge, que não é verdadeiro budismo, etc. Essa discussão torna-se absolutamente tola. Como eu disse, mais de mil anos de história de desenvolvimento do Zen no Oriente e seu desenvolvimento agora no Ocidente também. Temos vários exemplos altos níveis de realização. Ok?