Follow by Email

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Mantos sobre a cabeça



Pergunta – Monge, neste contexto dos rituais, qual o significado na cerimônia da manhã quando todos colocam os mantos e os rakusus sobre a cabeça?

 Esta é uma antiga tradição que Dogen cita, e ele diz que ficou muito emocionado por ver isso na China, significa “grande respeito”, você colocar alguma coisa sobre a cabeça e “orar”. Então ele cita como tendo visto isso há 800 anos atrás, no Templo de Hui Jin, de Tendo Niojo Daiosho. Como ele é o fundador da nossa ordem, nós repetimos o ritual todas as manhãs, nós sempre viemos para o zendo sem o manto e sem o rakusu, e de manhã, recitamos o verso do manto, “ó grande manto da libertação, além da forma e do vazio, campo sem forma de benefícios, uso os ensinamentos do Tathagata, para libertar a todos os seres” .

“Campo sem forma de benefícios”, quando você olha o manto, ele é feito de retalhos, como um campo de arroz também. E como ele é feito de retalhos de tecido rejeitado, ele tem um simbolismo muito bonito, de que você pegando tecido estragado e separando pedaços ainda bons e costurando os retalhos, pode de novo fazer uma coisa boa. E todos nós somos assim. Temos pedaços bons, pedaços ruins, sentamos aqui em zazen e vemos, nossos pedaços bons e ruins aparecendo. Você só precisa separar os bons, costurá-los juntos, cuidadosamente, ignorar os outros. Só ignorar, e você vai ter um rakusu. O rakusu ou o manto de Buda, é isso, é uma metáfora de como nós podemos selecionar e separar e ficar com o que é bom, desde que nós nos esforcemos para tanto. Bonito...
(Final de palestra pública, decupada da gravação por Rachel San)