Follow by Email

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Como é a vida depois da morte?



Aluno: É mais a qualidade da mente da pessoa?

Monge Genshô: Se você mudar sua mente, seu carma, sua próxima manifestação será consequência disso, não importa qual ela seja. Ela será influenciada pelas condições presentes. Isso é lógico. Até aí, eu posso ir. Mas, é como um Mestre Zen respondeu para um rei que lhe perguntou: “Como é a vida depois da morte?” E o Mestre Zen respondeu: “Não sei.” E o rei ficou furioso, dizendo: “Mas como? O senhor é um Mestre Zen, um mestre espiritual, isso e aquilo, etc e vem aqui e me diz que não sabe!” E o Mestre Zen respondeu: “Sou um Mestre Zen, mas não sou um Mestre Zen morto!” Se eu fosse, eu informava.

Kodo Sawaki foi um grande Mestre Zen do século XX,  e certa vez perguntaram a ele sobre essas questões e ele assim declarou: “Essas pessoas que me vêm perguntar sobre espíritos e fantasmas, eles são fantasmas.” E respondeu também: “Se espíritos se manifestam nesse mundo aqui, estão tão perdidos quanto nós.”

Essas duas respostas englobam tudo o que o Zen precisaria declarar. Se qualquer coisa se manifesta aqui, o que tem para nos trazer? Vocês já viram algum espírito? Dizem tantas coisas, tantas platitudes bonitas,  já viram algum dizer: “Está aqui, o remédio que cura a AIDS é esse. A teoria sobre tudo na física é essa aqui.” Pronto. Resolvido. Parem de quebrar a cabeça. Vocês já viram alguma solução assim aparecer? Nunca. Só aparecem platitudes. Sejam bonzinhos, façam o bem, amem o próximo. Isso é fácil de qualquer um escrever. Mas uma coisa concreta, jamais surgiu.

A outra declaração dele – “essas pessoas que me perguntam, elas são fantasmas”. Claro. Porque quem são vocês? São criaturas de sonho, vivendo num mundo de sonho. É um sonho nítido. Todas essas pessoas fazendo essas perguntas são o quê? Criaturas de sonho, fantasmas. Esse é o Zen. Zen é isso que nós estamos falando aqui e agora. O resto, as teorias, cosmogonias, deuses, espíritos, dimensões, outras dimensões, etc. é, podem existir. E podem não existir. Na realidade, para o zazen de vocês não faz diferença nenhuma. O que faz diferença é a sua mente. Então, o que nós temos que tratar é da mente.