Follow by Email

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Procure as coisas elevadas


P: A idéia de que todos os seres se iluminam, não seria uma idéia desse tempo que transcorre?

Monge Genshô – Mas um tempo muito, muito longo. A duração de um universo. Então, o fato de haver uma tendência à um aumento de consciência e de clareza, a longuíssimo prazo, no âmbito que nós olhamos, de nossas vidas, ou de poucas vidas, é imperceptível. Não é muito difícil destruir sua vida. Existem pessoas com vidas maravilhosas, talentosas, tornam-se artistas, começam a ganhar dinheiro, fama e alguém lhe oferece drogas. Em pouco tempo temos uma pessoa totalmente drogada, sem trabalho, sem amigos e que ninguém quer por perto. Então essa pessoa morre, morre de overdose. Essa pessoa tinha tudo e perguntaríamos, “mas porque”? Tinha tudo que alguém poderia ambicionar, talento, beleza, saúde. Nasceu com excelentes condições cármicas, nasceu para ter uma vida divina, com tudo que quisesse, pelo menos em termos materiais. E essa pessoa consegue destruir tudo, morre numa péssima condição, basta você se deixar arrastar, então, é fácil destruir sua vida ou causar grande sofrimento às pessoas que estão a sua volta, é muito fácil, é só ceder a prazeres fugazes. A longuíssimo prazo pode-se sair disso? Sim, mas quantas vidas você terá que repetir fazendo a mesma coisa se você constrói um carma assim? A mente com que a gente morre é muito importante para a próxima vida. A tradição diz que o mais importante é o impulso final, o que acontece agora na hora da morte, que mente eu tenho? Isso é a coisa mais importante e, como você não escolhe a hora da morte, é melhor ter uma mente preparada. O melhor é se sentir atraído pelas coisas boas, quem se sente atraído pelas coisas elevadas irá nascer em um ambiente onde as coisas elevadas estão disponíveis. Agora se você procura o fugaz, o baixo, o maldoso, irá nascer numa vida cercada por essas condições, pois se sentirá atraído por isso.