Follow by Email

quarta-feira, 3 de julho de 2013

A grande realização mística


P: Esse vazio, o seu sentido é esta interconexão? Não é que não é nada não é?

Monge Genshô: Não. Não é que não é nada. É só que todas as coisas, tudo que existe, é vazio de um “eu” separado. Tudo é composto, agregado, interconectado, uma coisa só existe porque outra existe, porque outra existe, e outra e etc. A vida continua. Você, filhos, a vida tá sempre continuando. Você morreu e a vida continua, você vira adubo e a vida continua. Nada cessa. Mesmo que cessasse toda a vida na terra, ainda existem átomos de carbono, de cálcio, de ferro nossos espalhados e, um dia, mais cedo ou mais tarde, constituirão uma outra coisa.

Na realidade, nós mesmos que estamos aqui, não somos originários deste sistema solar. Não estou falando nada sobrenatural ou sobre alienígenas. Estou falando simplesmente um fato científico bem conhecido.

Vocês sabem de onde veio o ferro que está dentro das veias de vocês? Do ferro que está na terra. Nós só funcionamos com ferro. Você come alimentos com ferro, ele vai para seu sangue, pras hemoglobinas, elas viajam pelo seu corpo, vão para seus pulmões e enferrujam. Quando enferruja esse ferro, vai até suas células, larga o O2 lá, pega dióxido de carbono, volta, você exala, e as plantas reciclam, e fazem madeira, e frutas, etc. Você vai lá, come, e tudo volta de novo. Está só girando.

Mas de onde vem este ferro? Não é do sol. O sol é uma estrela de 5 bilhões de anos que só tem hidrogênio e produz hélio. Não viemos de lá. Os planetas que giram em torno da terra têm substancias pesadas como ferro, carbono, etc. De onde eles vêm? De outras estrelas do passado, que colapsaram. Grandes estrelas, com tamanho suficiente para supernovas, que colapsaram e explodiram. No momento do final da vida de uma supernova, quando ela vai sendo comprimida, ela vai mudando. Primeiro de hidrogênio pra hélio. Depois de hélio pra outro elemento. A estrela vai mudando, até que cai dentro de si mesma e nos seus últimos instantes ela comprime átomos e faz átomos mais pesados, começando primeiro o carbono e o último o ferro. E aí a estrela explode e lança no espaço o resto dessas substancias, que, agregados com o lixo estrelar, vão formar planetas que depois girarão em torno de uma estrela como o sol e que, no nosso caso particular, permitiu o surgimento de vida e o surgimento de manifestação inteligente na terra. Provavelmente coisa raríssima, considerando a quantidade de vidas que já existiu na terra, só uma espécie que esteve quase por desaparecer, pois sabemos que  descendemos todos de apenas 16 mulheres, então, houve um momento que a humanidade inteira era tão pequena que só tinha 16 mulheres. E aí conseguiram sobreviver a este momento de crise e crescer e se espalhar até agora. E isso a gente sabe, examinando as mitocôndrias, etc.

Nós somos restos de estrelas que morreram bilhões de anos atrás e esse ferro que esta sendo reciclado no nosso corpo é resto de uma supernova do passado. Então nós somos feitos de lixo estrelar. Mas quem quiser ser mais poético diz que “nós somos poeiras de estrelas”.

Mas é só isso. Esse fato aqui, mostra como tudo que está dentro de nós está sendo reciclado constantemente, sendo transformado, e, basicamente, não dá pra sair daqui. Nós só estamos continuando.

É muito interessante que a humanidade tenha esse desespero religioso de querer que suas identidades permaneçam pra sempre, e tenham inventado as religiões pra isso. A única religião que conheço que joga na cara que não é assim é o Budismo. É a única que diz: “não, não é assim, não se engane”. Você “É” o próprio universo e a grande realização mística é perceber isso de verdade. Além da nossa dimensão histórica, ver a nossa dimensão suprema. Isso é a verdadeira libertação. Vendo esta libertação, todos esses eventos que nos entristecem nessa vida, começam a perder este grande significado. Os amores, as desilusões, o dinheiro etc. Tudo no fundo é risível, dentro dessa grande perspectiva. Mas se você sabe que existe sofrimento, prepare sua mente, pra que na sua próxima manifestação, continue trabalhando ajudando os seres e sendo mais feliz, senão você vai continuar repetindo vidas, cheias de problemas e sofrimentos. É isso. Muito simples.